12.30.2010

II FESTIVAL DE JAZZ DO RIO

O Festival de Jazz do Rio aporta novamente em Copacabana trazendo atrações nacionais e internacionais que subirão ao palco da Sala Municipal Baden Powell apresentando o melhor dos clássicos do jazz, sucessos do jazz contemporâneo, releituras, mix de música negra americana com ritmos nacionais, temas da música erudita com arranjos jazzísticos e muito mais.
O Festival traz grandes nomes do mundo do jazz como Scott Feiner, lançando seu novo CD "Accents", Idriss Boudrioua, Marcel Powell, Jean Pierre Zanella, Thiago Ferté, Mike Ryan – Quinteto Triboz, Jefferson Gonçalves, Tutti, Baixada Jazz, Zé Luis Maia e muitos outros. Além de Scott Feiner, outros quatro lançamentos acontecerão durante o festival: Thiago Ferté lança seu primeiro trabalho solo ‘Underground Scene’, André Vasconcellos lança seu CD “Dois”; Ana Azevedo o seu “A tempo”; e Augusto Mattoso lançando seu primeiro CD.

PROGRAMAÇÃO

05.01 [quarta-feira]
:: André Tandeta e Daniel Garcia ::

O baterista André Tandeta e o saxofonista Daniel Garcia apresentarão composições próprias e clássicos do jazz, como Só por Amor de Baden Powel, Dance of the Infidels de Bud Powel, Confirmation de Charlie Parker, One Finger Snap de Herbie Hancock, Moment´s Notice de John Coltrane, Evidence de Thelonios Monk, entre outras. O grupo é formado por André Tandeta na bateria, Daniel Garcia no saxofone, Augusto Mattoso no contrabaixo e Rafael Vernet no piano.

06.01 [quinta-feira]
:: Scott Feiner & Pandeiro Jazz ::
--------------------------------------------------
                                                 Scott Feiner - foto de Jason Gardner
Show de lançamento do CD "Accents" (Zoho) do músico norte-americano Scott Feiner. Este seu terceiro CD é uma mistura de temas de autoria própria e de seus colegas de Nova York, além de clássicos como Watermelon Man, de Herbie Hancock. O grupo é formado por Scott Feiner (pandeiro), Rafael Vernet (piano), Josué Lopez (saxofone), Guto Wirtti (contrabaixo)

07.01 [sexta-feira]
:: Taryn Szpilman – Tributo a Billie Holiday ::
--------------------------------------------------
A cantora prestará homenagem a uma das grandes divas do jazz, Billie Holiday, e apresentará os maiores sucessos de sua carreira como: Don´t explain, Lover come back to me, Lover man, You´ve changed, I´m a fool to want you, Fine & mellow, Georgia on my mind, The very thought of you, Night and Day, Summertime, How deep is the ocean, Stormy Weather, All of me, Teach me tonight, God Bless the Child. O grupo é formado por Taryn Szpilman – Voz, Claudio Infante - Bateria e direção musical, Jeferson Lescowich – Contrabaixo, Guilherme Schwab - Guitarra

08.01 [sábado]
:: Idriss Boudrioua Quarteto ::
--------------------------------------------------
Radicado no Brasil desde 1982, Idriss é um dos nossos mais atuantes saxofonistas. Com seu quarteto, o músico apresentará temas clássicos do jazz e músicas de seu CD Paris-Rio, tais como Here´s that rainy day de Jim Van Heusen e Invitation de Kaper/ Washington, entre outras. O grupo é formado por Idriss Boudrioua - sax alto, Alberto Chimelli – piano, Sergio Barrozo – contrabaixo, Rafael Barata - bateria

09.01 [domingo]
:: Vander Nascimento & Jazz Brasil Ensemble ::
--------------------------------------------------
O trompetista carioca, integrante da Orquestra Tabajara, o músico apresentará clássicos do jazz.

12.01 [quarta-feira]
:: Marcel Powell Trio ::
--------------------------------------------------
O violonista interpretará variados estilos musicais, que vão desde Lamartine Babo, de l937, até o jazz atual, passando por clássicos da música popular brasileira, tais como O Morro não tem Vez, de Tom Jobim, e Lamento Sertanejo, de Gil e Dominguinhos. O grupo é formado por Marcel Powel – violão, Sandro Araujo-bateria e Josias Pedrosa-Baixo

13.01 [quinta-feira]
:: Orquestra de Bolso + Gravíssimo Bass Ensemble ::
--------------------------------------------------
Os grupos de cordas tocarão temas de Jazz e MPB, entre os quais destacam-se Haunted Heart, If I should Loose You, Vatapá de Dorival Caymmi e Vivo Sonhando de Tom Jobim. O grupo é formado por Nickolay Sapondjiev – violino, Ivan Zandonade – viola, Emilia Valova – cello, Lipe Portinho, Augusto Mattoso e André Santos – contrabaixos, André Tandeta – bateria e Ana Azevedo - piano

14.01 [sexta-feira]
:: Jean Pierre Zanella ::
--------------------------------------------------
Saxofonista, compositor e arranjador, músico conhecido e respeitado no cenário da música de Quebec, no Canadá, fundou, com a esposa Mima Souza, o "Festival de Musique Brésilienne de Montréal" (FMBM), para o qual levou diversos artistas brasileiros, entre os quais Victor Biglione, Marcos Valle e Boca Livre. Recebeu do governo brasileiro a "Ordem do Rio Branco", por incentivar e promover o intercâmbio cultural entre Brasil e Canadá. O grupo é formado por Jean-Pierre Zanella - saxofones, Marquinho Nimirichter – piano, Remi Jean Leblanc - contrabaixo, Rafael Barata - bateria.

15.01 [sábado]
:: Eduardo Neves ::
--------------------------------------------------
Eduardo Neves dá novo fôlego ao Choro e ao Samba com o seu fraseado que mescla a tradição com influências contemporâneas do Jazz e World Music, e apresentará composições próprias tais como Iate Clube Jardin Guanabara e Pagode Jazz Sardinha´s Clube, entre outras. O grupo é formado por Eduardo Neves - Sax e Flauta, Vitor Gonçalves – Piano, Luis Louchard – Baixo, Ricardo Costa - Bateria Participação Especial - Moisés Alves – Trompete

16.01 [domingo]
:: Ana Azevedo ::
--------------------------------------------------
A pianista lança com seu quarteto seu primeiro CD solo, A Tempo, e apresentará composições próprias tais como Trindade e Vida Segue, e clássicos da MPB como As Aparências Enganam, de Tunai, entre outras. O grupo é formado por Ana Azevedo – piano, Alex Moraes – guitarra, Lipe Portinho - contrabaixo e André Tandeta - bateria.

19.01 [quarta-feira]
:: Augusto Mattoso Trio ::
--------------------------------------------------
O contrabaixista lança seu primeiro CD com composições próprias. O grupo é formado por Augusto Mattoso - contrabaixo, Itamar Assieri – piano e Rafael Barata - bateria.

20.01 [quinta-feira]
:: Quinteto Nuclear ::
--------------------------------------------------
O grupo apresentará releituras de temas do jazz considerados ‘lado B’ da década de 60 e do jazz contemporâneo. O grupo é formado por Dan Sebastian – trompete e flugel, Marcelo Santos – saxophones, Thiago Amorin – piano, Pablo Arruda – baixo acústico e elétrico e Pedro Mamede – bateria.

21.01 [sexta-feira]
:: BJBB – Baixada Jazz Big Band ::

--------------------------------------------------
Essa nova big band formada, em sua maioria, por músicos de Nova Iguaçu, apresentará arranjos clássicos de Thad Jones, Bill Hollman, Sammy Nestico, Henri Mancini, Don Sebeski, entre outros. A formação é:
Trompetes - Altair Martins (lead e diretor musical), Cláúdio Leandro, Valtecir (Bubu) e Diogo Gomes
Trombones - Luis Pimenta, Eliseu, Libni e Reinaldo Seabra
Saxofones - Idriss Boudrioua, Zé Maria, João Batista de Morais (coordenador musical), Edésio Gomes e Carlão
Bateria - Kleberson Caetano
Piano - Adaury
Contrabaixo - Cesão Dias

22.01 [sábado]
:: Estações Porteñas - Noite Piazzolla ::
--------------------------------------------------
O grupo fará uma apresentação somente com músicas do compositor argentino, entre as quais Adios Nonino e as Quatro Estações Portenhas. O grupo é formado por Ana Azevedo – piano, Lipe Portinho – contrabaixos, André Tandeta – bateria, Nickolay Sapondjiev – violino e Emilia Valova - cello

23.01 [domingo]
:: Zé Luis Maia ::
--------------------------------------------------
O baixista apresentará temas de seu pai, Luizão Maia, entre outros do samba-jazz. O grupo é formado por Fernando Merlino – Piano, Tino jr – Sax, Ricardo Costa – Bateria e Leo Amoedo - Guitarra

26.01 [quarta-feira]
:: André Vasconcelos ::
--------------------------------------------------
Lançamento do CD “Dois”, do músico e instrumentista André Vasconcelos, considerado hoje uma das referências do contrabaixo brasileiro. O grupo é formado por André Vasconcellos - Contrabaixo, Josue Lopez - Saxofone, Marco Vasconcellos – Guitarra, David Feldman – Piano e Alexandre Figueiredo - Bateria

27.01 [quinta-feira]
:: Thiago Ferté Quarteto ::
--------------------------------------------------
Lançamento do primeiro CD do saxofonista, Underground Scene, com composições próprias tais como Tempestade, Underground Scene, Everland, entre outras. O grupo é formado por Thiago Ferté – Saxofones, Bernardo Bosísio – Guitarra, Alex Rocha - Baixo Acústico e Rafael Barata - Bateria.

28.01 [sexta-feira]
:: Mike Ryan – Quinteto Triboz ::
--------------------------------------------------
Músicos internacionais que já se apresentaram em diversos festivais pelo mundo. O repertório é composto por músicas próprias influenciadas por uma grande diversidade de estilos musicais, como jazz e world music. Residentes do clube de jazz do TribOz – Centro Cultural Brasil-Austrália (Lapa, Rio de Janeiro), cujo diretor-fundador é o próprio Mike Ryan. O grupo é formado por Tomás Improta (piano/teclados), Mike Ryan (trompete/flugel, percussão e voz), Marcelo Padre (saxofones, flauta e percussão), Rodrigo Ferreira (contrabaixo), Kleberson Caetano (bateria)

29.01 [sábado]
:: Jefferson Gonçalves ::
--------------------------------------------------
Jefferson Gonçalves é um dos mais completos nomes da gaita no país. O músico faz um mix entre a música negra norte-americana e o regionalismo dos ritmos nordestinos como o forró, o baião, o xaxado e o maracatu, entre outros. Jefferson Gonçalves - Harmônica; Kleber Dias - violão 12 cordas, guitarra, bandolim e vocal; Fabio Mesquita - Baixo;Marco Bz - Bateria eMarco Arruda - Percussão

30.01 [domingo]
:: Tutti ::
--------------------------------------------------
O grupo apresenta temas da música erudita com arranjos jazzísticos, tais como canção do Porto de J. G. Ripper, Acalanto da Rosa de Claudio Santoro e Elegia de H. Oswald, entre outros. Tutti é formado por Ana Azevedo - piano; Daniel Garcia - saxofone; Lipe Portinho - contrabaixo e André Tandeta - bateria.

Local: Sala Municipal Baden PowellAvenida Nossa Senhora de Copacabana, 360
Copacabana
(21) 2548-0421 begin_of_the_skype_highlighting (21) 2548-0421 end_of_the_skype_highlighting
Data: de 5 a 30 de janeiro de 2011
[de quarta-feira a domingo]
Hora: às 20h
Valor: R$30 [inteira]
R$15 [meia]
Capacidade: 500 lugares
Classificação etária: Livre
Atenção: os horários e a programação podem ser alterados pelo local sem aviso prévio. Por isso, é recomendável confirmar as informações por telefone antes de sair.

PRETA GIL E TRIO TERNURA

Domingos 02, 16, 30 de janeiro e 13 de fevereiro no Jockey Club da Gávea

Um carnaval de todos os ritmos! Assim é o “Ensaios do Verão” que reúne aos domingos no Jockey Clube da Gávea uma turma que tem a missão de iniciar a semana dos foliões com muito alto-astral e boas energias. A festa, que começou no dia 26/12 com o bloco Sapucapeta, ganha novos ritmos com uma dobradinha perfeita: PRETA GIL e TRIO TERNURA brindam a chegada do Ano Novo no domingo, 02 de janeiro de 2011
Os anfitriões da noite prometem um evento em que o ecletismo musical dá o tom. PRETA GIL faz apresentação do “Noite Preta”, projeto que após 3 anos de sucesso rendeu um DVD, de mesmo nome, lançado em agosto de 2010. No repertório o melhor da Música Popular Brasileira que, para ela, “abrange desde Caetano Veloso e Gilberto Gil até Gaviões do Forró e Psirico, passando por Perlla e Kelly Key”. Para garantir tanta diversidade, PRETA pode contar com muitos amigos que dividiram com ela momentos de glória no palco como Ivete Sangalo, Ana Carolina, Gilberto Gil, Lulu Santos, Sandra de Sá, Maria Gadú, Davi Moraes, Milton Guedes, Buchecha, Margareth Menezes, Rogério Flausino, Luiza Possi, entre outros, além da frequência constante de famosos na plateia.
E falando em famosos, os atores THIAGO MARTINS, RAPHAEL SIL e DHUMM NEVES completam a noite com o TRIO TERNURA, que apresenta uma seleção que vai do samba ao pop-rock, passando pelo reggae, funk e MPB. Nos intervalos, os top DJ’s do Rio garantem que a pista em frente a Tribuna C do Jockey não fique vazia um minuto sequer. Mais Info. Verão do Rio

PRETA GIL + TRIO TERNURA no Jockey Club da Gávea

Datas: domingos 02, 16, 30 de janeiro e 13 de fevereiro, a partir das 19h. Classificação: 18 anos
Local: Jockey Club Brasileiro – Tribuna C – Pç. Santos Dumont, 31, Gávea.
Tel. 7500-1997 e 7815-3353. E-mail: contato@hibridoeventos.com.br
Site: www.hibridoeventos.com.br. O local possui acesso para deficientes físicos.

Ingressos antecipados
Feminino: R$30 (meia) e R$60 (inteira)
Masculino: R$40 (meia) e R$80 (inteira)
Ingressos na hora
Feminino: R$40 (meia) e R$80 (inteira)
Masculino: R$60 (meia) e R$120 (inteira)
Bilheteria do Jockey somente no dia do evento. Venda online: http://www.ingressocerto.com/

12.28.2010

Réveillon em Copacabana, programação de shows no Rio de Janeiro 2010/2011

A cantora Daniela Mercury vai aproveitar a Festa de Réveillon na Praia de Copacabana para gravar o DVD Canibália: Ritmo do Brasil. A promessa da baiana é usar toda sua brasilidade para fazer um show de união das diferentes culturas brasileiras.
O Show de gravação do novo dvd vai ser uma grande festa vibrante e brasileira, um espetáculo de dança, música, fogos e imagens para trazer alegria e esperança nessa virada de ano no Rio de Janeiro, a cidade mais bonita do mundo. “Com vários sucessos de minha carreira como “Rapunzel” [clip], “Canto da Cidade”, “Ilê Pérola Negra” e muitas outras canções faremos juntos uma maravilhosa celebração de vida na praia de Copacabana”, declara Daniela Mercury.

Programação de Shows em Copacabana
Palco Brasil – Em frente ao Copacabana Palace – shows a partir das 18h
•Alcione
•Show Daniela Mercury [foto] – previsto para começar às 20h
•Zeca Pagodinho
•Unidos da Tijuca
•Grande Rio
Palco Pop/Rock – Em frente à Rua Santa Clara – shows a partir das 18h
•DJ Dodô
•Orquestra Bola Preta
•Fino Coletivo
•Sandra de Sá
•Beija-Flor
•Vila Isabel
Para comemorar a chegada de 2011, o Rio de Janeiro terá shows também na Zona Oeste, na Ilha de Paquetá, no Flamengo, e outros pontos da cidade.

Shows na Penha
18h às 19h: Orquestra Tupy
19h30 às 20h30: Banda do Exército
21h às 22h: Projeto Cultural Afroreggae
22h30 às 23h40: Ed Motta
00h30 às 1h40: G.R.E.S. Imperatriz Leopoldinense
02h às 03h: DJ

Shows no Piscinão de Ramos
20h às 21h: grupo Nem Te Conto
21h às 22h20: grupo Bom Gosto
22h40 às 23h40: Portela
00h20 às 01h30: grupo Os Muleques
01h50 às 03h: Boca de Siri

Ilha do Governador – Praia da Bica
00h às 21h: Razão Brasileira
21h15 às 22h50: banda Terreirão, com Elson do Forrogode, Luis Camilo e Dhema
23h às 23h50: MC Bruninha
00h15 às 01h15: Swing e Simpatia
01h30 às 02h: grupo Mescla
02h10 às 03h: G.R.E.S. União da Ilha do Governador

Paquetá – Praia da Moreninha
20h às 21h: Samba Urbano
21h15 às 22h15: Quintal do Pagodinho com Dunga
22h30 às 23h50: Roda de Samba – Deita e Rola, Beto Correa, Dicró e Bruno Maia
00h15 às 01h15: grupo Nascente
01h15 às 02h: G.R.E.S. Império da Tijuca
02h10 às 03h: G.R.E.S. Porto da Pedra

Sepetiba – Praia do Recôncavo
20h às 20h25: Dj Boby Brow
20h30 às 22h: grupo Etynia
22h30 às 23h45: grupo Imaginasamba
00h30 às 02h: Reinaldo – Príncipe do pagode
02h15 às 03h: G.R.E.S. Mocidade Independente.
Pedra de Guaratiba – Praia da Brisa
20h às 20h25: Dj Wody
20h30 às 22h: grupo Doze Mais
22h30 às 23h45: grupo Nosso Clima
00h30 às 02h: grupo Sensação
02h15 às 03h: Mangueira

Shows na Barra da Tijuca – Praça do Ó
20h às 20h25: DJ
20h30 às 22h: Baia
22h30 às 23h45: Molejo
00h30 às 02h: Batuque Digital
02h15 às 03h: Salgueiro

Flamengo
20h: Dj Rafael BP
22h: Moyseis Marques & banda Joia Rara
00h30: Dominguinhos do Estácio
02h15 às 03h: G.R.E.S. São Clemente

12.27.2010

PROGRAMAÇÃO TEATRO RIVAL


Zeca Pagodinho e Sandra de Sá comandam a festa em Copacabana

             31 de dezembro de 2010 - A partir das 18h

Este ano a tradicional e disputada festa da virada na praia de Copacabana será em ritmo tipicamente carioca. O sambista Zeca Pagodinho comandará a festa do dia 31, que contará também com a baianidade de Daniela Mercury e o tempero maranhense de Alcione, além das baterias das escolas de samba Unidos da Tijuca e Grande Rio. Os artistas se apresentarão no Palco Brasil, montado em frente ao Copacabana Palace, a partir das 18h.
E para deixar os cariocas e turistas animados até a queima de fogos à meia noite, o Palco Pop/Rock, montado em frente à Rua Santa Clara, também em Copacabana, a animação ficará por conta da cantora Sandra de Sá, da Orquestra Bola Preta, do DJ Dodô Azevedo e das baterias da Beija-Flor e da Vila Isabel.
A comemoração do réveillon se estende por toda cidade, e outros palcos na zona norte também receberão shows de artistas para celebrar a virada de ano. No Piscinão de Ramos, a festa começará às 20h, com shows dos grupos Bom Gosto e Boca de Siri, e da bateria da Portela. Outros palcos serão montados em regiões estratégicas da cidade, nos bairros da Ilha do Governador, Pedra de Guaratiba, Sepetiba, Barra da Tijuca e em Paquetá. As atrações dessas festas serão confirmadas, em breve, pela Riotur.
E para celebrar a pacificação da área a tradicional festa na Penha terá um gostinho especial. O Réveillon da Paz trará queima de fogos de 15 minutos no alto da Igreja da Penha e shows no IAPI com os grupos AfroReggae e Natiruts, da Orquestra Tupi e da bateria da escola da região Imperatriz Leopoldinense. Mais: Réveillon no Rio

Casuarina e Bangalafumenga na Fundição Progresso

                 Dia 30 de dezembro de 2010 - Quinta

Dois exemplos bem-sucedidos dos caminhos do samba neste início de século dividem a noite pela primeira vez. Na Fundição Progresso, um endereço que costuma encher, Casuarina e Bangalafumenga inauguram juntos suas respectivas temporadas de apresentações pré-carnavalescas. Surgido nas rodas de samba da Lapa, o primeiro abre os trabalhos, antes da entrada em cena do bloco carnavalesco consagrado em batucadas no Horto. Em comum, ambos têm a capacidade impressionante de levantar a plateia. Formado por Gabriel Azevedo (percussão), Rafael Freire (cavaquinho), Daniel Montes (violão de sete cordas), João Cavalcanti (percussão) e João Fernando (bandolim), o Casuarina exibe as faixas do DVD MTV Apresenta, além de sucessos anteriores. Estão na lista Certidão, faixa-título do segundo álbum da banda, e Minha Filosofia, pérola do sambista Aluísio Machado, também já gravada por eles.
O samba mais cadenciado do quinteto prepara os ânimos para a explosão rítmica do Banga, como o bloco também é chamado. Sob o comando do cantor e guitarrista Rodrigo Maranhão, do percussionista Thiago Sabatto e do baixista Dudu Fuentes, o conjunto transforma a noite num Carnaval fora de época. Releituras de sucessos do pop rock nacional são turbinadas por quase 150 instrumentos de percussão. Há novidades no repertório. Depois da bem-sucedida versão para Lourinha Bombril, a turma volta a atacar de Paralamas do Sucesso, com Uma Brasileira, parceria de Herbert Vianna e Carlinhos Brown. De Hamilton Fofão, o cavaquinho do Banga, Cirandeiro também embala a massa.

Casuarina e Bangalafumenga. 18 anos. Fundição Progresso (4 000 pessoas). Rua dos Arcos, 24, Lapa, 2220-5070. Quinta (30), 23h30. R$ 50,00 (2º lote) e R$ 60,00 (3º lote). Bilheteria: 10h/13h30 e 14h/18h (seg. a qua.); a partir das 14h (qui.). www.fundicaoprogresso.com.br.

Conjunto Época de Ouro

                       Dia 27 de dezembro de 2010

Um virtuoso que transformou em sobrenome o instrumento que toca com tanta maestria e simplicidade. Há mais de 40 anos à frente do conjunto Época de Ouro, Jorginho do Pandeiro comemora seus 80 anos com um grande show no Teatro Rival Petrobras, em sua cidade natal.
Nesta apresentação histórica, o Conjunto Época de Ouro relembra a era áurea do rádio, tocando grandes sucessos ao lado de convidados muito especiais: Joel Nascimento, Déo Rian, Nicolas Krassik, Sérgio Prata, Tiago Prata e o cantor Paulo Marquez. E, como não poderia deixa de ser, o show-programa é comandado pelo jornalista e apresentador da Rádio Nacional, Cristiano Menezes, que contará um pouco da história de Jorginho do Pandeiro, sua trajetória e os fatos mais marcantes.
Tudo isso ao som do choro genuíno do Conjunto Época de Ouro, o mais tradicional conjunto de choro do Brasil, fundado em 1964, por Jacob do Bandolim.

Teatro Rival Petrobras (600 lugares)
Rua: Álvaro Alvim, 33/37 - Cinelândia. Cinelândia. Tel. 2524 1666
Dia 27 de dezembro de 2010 - Segunda-feira, às 19h30.
Ingressos: R$ 40,00(Inteira). R$ 30,00(Os 100 primeiros pagantes). R$ 20,00(Meia).
Classificação: 16 anos.
Site: http://www.rivalpetrobras.com.br/

Dorina - Pré-Reveillon do Samba

            Dorina + Bloco dos Cachaças - Pré-Reveillon do Samba

A cinelândia vai tremer no dia 28 com Os Suburbanistas, Bloco dos Cachaças apresentando o Cordão da Tarja Preta e o Rivoltrilelético, no teatro Rival Petrobras, e para fechar com chave de ouro convidamos a Caprichosos de Pilares com sua bateria, casal de mestre sala e porta bandeira e suas passistas.
No repertório Sambas de empolgação, sambas de enredo, marchinhas, e muito mais, além de uma homenagem a Luiz Carlos da Vila e a Ratinho.
BLoco dos Cachaças, Suburbanistas, Cordão da Tarja Preta, Rivotrilelétrico, vamos misturar tudo!!!! vem com a gente.
Uma bela homenagem a Luiz Carlos da Vila e Ratinho

Teatro Rival Petrobras (600 lugares)
Rua: Álvaro Alvim, 33/37 - Cinelândia. Cinelândia. Tel. 2524 1666
Dia 28 de dezembro de 2010 – Terça-feira, às 19h30
Ingressos: R$ 36,00(Inteira). R$ 25,00(Os 100 primeiros pagantes). R$ 18,00(Meia).
Classificação: 16 anos.
Site: www.rivalpetrobras.com.br

SHOWS RIO DE JANEIRO

Exaltasamba
Depois de dividir o palco com o cantor Roberto Carlos, em seu especial de fim de ano, o conjunto de pagode criado em meados dos anos 80 no ABC Paulista começa 2011 na Lapa. Lançado em 2009, o DVD Exalta 25 Anos serve de base para a apresentação, que trará ainda sucessos como Aceita, Paixão, Me Apaixonei Pela Pessoa Errada e Abandonado. A formação atual tem Péricles (banjo e voz), Pinha (repique de mão), Thiaguinho (banjo e voz), Brilhantina (cavaco) e Thell (tantã). 18 anos. Fundição Progresso (4 000 pessoas). Rua dos Arcos, 24, Lapa, 2220-5070. Sábado (1º), 23h. Mulheres: R$ 50,00. Homens: R$ 60,00. Bilheteria: 10h/13h30 e 14h/18h (seg. a qui.); a partir das 14h (sáb.). www.fundicaoprogresso.com.br.

Ithamara Koorax
A cantora de voz elogiada, que rodou o país e o mundo com a Bim Bom World Tour, em 2010, lança novo espetáculo para comemorar 20 anos de carreira. Em Bossa-Jazz 2011, Ithamara mistura composições de Nonato Buzar (Vesti Azul) e Earth, Wind & Fire (Brazilian Rhyme). Ela também interpreta a versão que o bailarino Lennie Dale fez para The Lady Is a Tramp, sucesso na voz de Frank Sinatra. A apresentação segue em cartaz nas sextas e nos sábados de janeiro. 18 anos. Bar do Tom (350 lugares). Rua Adalberto Ferreira, 32, Leblon, 2274-4022. Sábado (1º) e domingo (2), 22h. R$ 60,00 (setores par e ímpar) a R$ 80,00 (setor palco). Bilheteria: 9h/22h (seg. a qui.); a partir de 12h (sáb. e dom.). Cd: todos. Estac. c/manobr. www.plataforma.com.

Jacob Fischer
Vem da Dinamarca este premiado guitarrista fã de choro. Ao lado do baixista, e seu conterrâneo, Tobias Dall e de um baterista brasileiro, ainda não definido, Fischer envereda por repertório com forte influência da vertente gipsy, consagrada pelo francês Django Reinhardt (1910-1953). O trio volta ao mesmo palco no dia 6. 18 anos. Santo Scenarium (120 lugares). Rua do Lavradio, 36, Centro, 3147-9007. Domingo (2), 21h30. R$ 10,00. http://santoscenarium.blogspot.com

Letuce
Formado pelo casal de namorados Letícia Novaes, cantora, e Lucas Vasconcellos, multi-instrumentista, o duo lançou o ótimo Plano de Fuga pra Cima dos Outros e de Mim — o disco traz belas baladas como Binóculos e De Mão Dada. As duas devem estar no repertório desta apresentação festiva, ao lado de releituras divertidas para músicas ultrarromânticas como A Loba (Alcione), Cigana (Raça Negra), Escancarando de Vez (Elymar Santos) e Me Leva (Agepê). Eles dividem o palco com Thomas Harres (bateria), Rodrigo Jardim (baixo) e Fabio Lima (cavaquinho, violão e efeitos). Depois da apresentação entra em cena o DJ Ramalho. 14 anos. Solar de Botafogo (160 lugares). Rua General Polidoro, 180, Botafogo, 2541-1941. Terça (28), 22h. R$ 40,00. IC. www.solardebotafogo.com.br.

Luciano Bruno
Atração cativa da programação de fim de ano da casa, o pianista e cantor napolitano interpreta os temas do espetáculo Anema & Core. Bruno é acompanhado por um septeto formado por bateria, guitarra, baixo, teclados, saxofone, trompete e uma backing vocal. 14 anos. Modern Sound (120 lugares). Rua Barata Ribeiro, 502, loja D, Copacabana, 2548-5005, a Siqueira Campos. Segunda (27), 19h. Grátis. É necessário fazer reserva. Estac. c/manobr. (R$ 7,00 a primeira hora). www.modernsound.com.br.

Marcel Powell
Herdeiro do pai no talento para o violão, Marcel reverencia a obra do mestre Baden Powell (1937-2000) e de seus parceiros — nomes como Paulo Cesar Pinheiro, João de Aquino e Vinicius de Moraes. 18 anos. Cariocando (120 lugares). Rua Silveira Martins, 139, Catete, 2557-3646, a Catete. Quarta (29), 21h. R$ 20,00.

Tio Samba
Liderada pelos cantores Carlos Mauro e Simone Lial, esta big band de samba lança É Batata!, dedicado à obra da pequena notável Carmem Miranda. Através de música e figurinos, o grupo busca reviver o espírito dos anos 30. 14 anos. Modern Sound (120 lugares). Rua Barata Ribeiro, 502, loja D, Copacabana, 2548-5005, a Siqueira Campos. Terça (28), 19h. Grátis. É necessário fazer reserva. Estac. c/manobr. (R$ 7,00 a primeira hora). www.modernsound.com.br.

Zé Paulo Becker e Caio Márcio
Neste encontro de virtuoses, os violonistas exploram choros, sambas, bossas e standards da MPB, além de seus próprios trabalhos como compositores. Santo Scenarium (120 lugares). Rua do Lavradio, 36, Centro, 3147-9007. Quinta (30), 20h. R$ 10,00. http://santoscenarium.blogspot.com

12.22.2010

Playbutton: o álbum digital que dispensa tocador

Uma empresa norte-americana colocou no mercado um novo produto que, na contramão do entretenimento 2.0, volta a associar música ao formato físico. Trata-se do Playbutton, uma espécie de broche-álbum.
O dispositivo é um tocador de música com funções básicas - play, pause, skip e volume - que contém um álbum inteiro. A idéia não é substituir o CD, mas "trazer de volta o prazer de ouvir um álbum", segundo declarações dos responsáveis pela novidade.
O Playbutton possui um cartão de memória com capacidade de 256MB e não é possível fazer download ou apagar o conteúdo para reutilizar o dispositivo. O preço sugerido é de US$ 15,00, algo em torno de R$ 25,00.
Anunciado como um acessório, o broche-álbum é mais um brinquedo do que uma revolução para a indústria do entretenimento. Pensando nisso, a empresa investe nos atributos do dispositivo: "Por que apenas tocar um disco quando você também pode vesti-lo?", como na imagem que acompanha essa nota (clique na imagem para ampliar). A moda pode pegar. Ou não.

12.21.2010

Daniela Mercury grava novo DVD na noite de Reveillon

O show que Daniela Mercury fará no próximo dia 31, na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, será eternizado em DVD. A cantora sobe ao palco montado nas areias da famosa praia carioca para se despedir de 2010 e dar as boas-vindas ao Novo Ano junto com os fãs.
O novo DVD já tem título definido: “Canibália - Ritmos do Brasil”, e trará a participação de alguns convidados especiais. Estão confirmadas as colaborações do grupo AfroReggae, da Banda Didá, do Boi Garantido de Parintins e a bateria da escola de samba carioca Unidos da Tijuca.
A escolha dos convidados não é a toa, já que representam ritmos e sonoridades de diferentes cantos do país, o que justifica o nome do DVD. Além dos cariocas do AfroReggae e da Unidos da Tijuca, há os batuques baianos da Banda Didá e os sons da Amazônia do Boi Garantido.
A apresentação de Daniela Mercury na Praia de Copacabana está marcada para começar às 20h00.

Blaze Bayley no Brasil: informações sobre shows no Rio de Janeiro e Porto Alegre

As produtoras Open Road e Abstratti divulgaram informações sobre as novas apresentações do vocalista Blaze Bayley no Rio de Janeiro e em Porto Alegre, respectivamente. O cantor volta ao Brasil com seus companheiros de banda para uma nova turnê extensa pelo país entre os dias 13 e 26 de janeiro de 2011.
Segundo a agenda no site oficial do vocalista, a turnê passará pelas seguintes cidades: Rio de Janeiro, Macaé, Nova Lima, Goiânia, Campinas, São Paulo, Catanduva, Porto Alegre e Curitiba. Abaixo você confere as informações já divulgadas:

13/01/2011 - Rio de Janeiro/RJ
Hard Rock Cafe - Av. das Américas, 700
Horário: 22h00
Ingressos: R$ 70,00 (serão vendidos somente no dia do evento no próprio local)
Informações: www.openroadagency.com

14/01/2011 - Macaé/RJ
Festival de Verão de Macaé

16/01/2011 - Nova Lima/MG
Hard Rock Café

19/01/2011 - Goiânia/GO
Bolshoi Pub - Rua T-53/T-2, n 1140, Setor Bueno
Vendas pela internet: www.ticketbrasil.com.br
Informações: www.bolshoipub.com.br

20/01/2011 - Campinas/SP
Sebastian Bar - Rua Dona Maria Umbelina Couto, 79
Informações: www.sebastianbarcampinas.com.br

21/01/2011 - São Paulo/SP
Blackmore Bar - Al. dos Maracatins, 1.317
Informações: www.blackmore.com.br

22/01/2010 - Catanduva/SP
Armazém do Café - Rua São Paulo, 996

23/01/2011 - Porto Alegre/RS
Beco - Av. Independência, 936
Horário: 20h00
Ingressos: R$ 40,00 (1º lote), R$ 50,00 (2º lote) e R$ 60,00 (3º lote)
Pontos de vendas: Lojas A Place - Rua Voluntários da Pátria, 294/150 / Back in Black - Shopping Total - 2º andar / Zeppelin - Rua Marechal Floriano, 185, lj 209.
Vendas pela internet: www.ticketbrasil.com.br
Informações: 51 3026-3602 / www.abstratti.com.br

26/01/2011 - Curitiba/PR
John Bull Pub
Informações: www.johnbullpub.com.br

Queremos: Fãs querem LCD Soundsystem no Rio

Depois de Belle & Sebastian e Miike Snow, o pessoal do "Queremos" está em mais uma campanha para levar um artista ao Rio de Janeiro. Dessa vez é o LCD Soundsystem(foto) que está na mira dos cariocas.
E se você não sabe do que eu estou falando, preste atenção: um grupo de fãs inconformados com os poucos shows agendados no Rio de Janeiro - especialmente de bandas que passam por São Paulo e eventualmente outras capitais, mas não marcam data no Rio - resolveu botar a mão na massa e fazer o papel de produtores: "Cansados de esperar e certos de que há sim público interessado na cidade, resolvemos fazer algo além de reclamar".
O problema para realizar a façanha de trazer um artista é, no fundo, simples: dinheiro. E o grupo conseguiu. A fórmula é, de início, identificar a demanda por um show ou evento. Depois disso é feito um levantamento de custo para a produção. O valor é então dividido em unidades. Para o Miike Snow, por exemplo, foram 100 unidades de R$ 200,00.
Essas unidades são compradas pelos interessados e são o ingresso-reembolsável para o evento. Conseguido o valor, o show é confirmado e outros ingressos são colocados à venda. No caso do Miike Snow e Belle & Sebatian, todos que compraram o ingresso-reembolsável assistiram ao show de graça.
Para realizar o show do LCD Soundsystem, o grupo precisa levantar R$ 160 mil. Para 2011, o "Queremos" já fechou o show do Mayer Hawthorne (no Circo Voador) e Vampire Weekend (também no Circo). Para mais informações, acesse www.queremos.com.br.

12.20.2010

PROGRAMAÇÃO TEATRO RIVAL


Expert em trilhas-sonoras, Francis Hime ensina o ofício



POR LEANDRO SOUTO MAIOR
Rio - Compor a trilha-sonora para um filme é um desafio à parte no ofício do músico. O pianista e compositor Francis Hime, autor de um punhado de sucessos populares, muitos ao lado do amigo Chico Buarque, como ‘Meu Caro Amigo’, tem PhD nesta arte. Ou melhor, na ‘sétima arte’. O DVD recém-lançado, ‘Tempo Das Palavras’ (Biscoito Fino), traz Hime tocando suas músicas mais conhecidas e também temas que fez para diversos filmes, com direito à exibição de cenas dos mesmos em telão durante a execução.
Mas o grande barato do lançamento está no extra ‘Na Trilha do Francis’, documentário conduzido pelo cineasta Zelito Viana no qual o músico troca impressões sobre suas crias cinematográficas com os respectivos diretores, entre eles Bruno Barreto (‘Dona Flor e Seus Dois Maridos’) e Miguel Faria Jr. (‘República dos Assassinos’).
“O mais importante para se fazer uma boa trilha é ir muito ao cinema e imaginar como seriam as cenas com outra música, ou até mesmo sem música. E saber do diretor que sentimento ele quer despertar: suspense, dúvida, certeza... Tem temas que atuam na mesma direção da cena, mas também dá um efeito interessante, em uma cena de ação, fazer algo bem lento”, ensina Francis Hime. “Adoro este trabalho, e estou disponível para novos convites”, anuncia.

Rappin Hood, Andreia Dias e Thalma de Freitas no aniversário do Projeto Guri

Na noite desta segunda-feira, 20, o Projeto Guri comemora 15 anos de existência com um evento especial que será realizado no palco da Sala São Paulo, na capital paulista. A celebração pelos primeiros 15 anos do projeto contará com um show com a participação de Rappin Hood, Thalma de Freitas, Andreia Dias e Max B.O, entre outros artistas.
Os alunos dos pólos do projeto na cidade de São Paulo vão dividir o palco com os convidados especiais apresentando um repertório com canções populares da MPB e músicas do CD “Projeto Guri Convida”.
O show desta noite é gratuito e aberto ao público, mas é necessário retirar o ingresso com antecedência, a partir das 19h00, na bilheteria da Sala São Paulo. Antes do início do show também será realizado o pré-lançamento do livro “Projeto Guri 15 anos”, com narrativas de histórias da vivência pessoal de 15 garotos atendidos pelo projeto.
O Projeto Guri promove a educação musical e a inclusão sociocultural de crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos.

20/12/2010 - São Paulo/SP
Sala São Paulo - Praça Júlio Prestes, 16
Horário: 21h00 (show)
Ingressos: grátis, retirar às 19h00
Informações: www.projetoguri.com.br

Parada dos Blocos


Todas as quintas até fevereiro de 2011 na Parada da Lapa

A folia já começou sob os Arcos da Lapa. Todas as quintas de dezembro a fevereiro, alguns dos blocos mais queridos do Rio se apresentam na Parada da Lapa para um happy hour com clima de carnaval. Nesta quinta, 23 de dezembro, quem comanda a festa são os blocos PICADA DE PRIMEIRA e INOVA QUE EU GOSTO. Nos intervalos, DJ Chicote anima a pista.
Mais do que um bloco de carnaval, o INOVA QUE EU GOSTO – bloco dos Amigos da FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos, filiada ao Ministério da Ciência e Tecnologia) – é uma iniciativa que tem o objetivo de promover a popularização da Ciência da forma mais democrática possível, aproveitando uma época em que o espírito do carnaval está presente em todos. O Inova conseguiu transformar um tema que à primeira vista pode parecer árido e sisudo, em festa. Todo ano, uma semana antes do carnaval, o Inova agita as ruas do Flamengo. Já o PICADA DE PRIMEIRA é formado por alunos da Oficina de Samba promovida pelo Rio Maracatu na Fundição Progresso e marcou presença nos carnavais de 2009 (Praça dos Arcos da Lapa) e 2010 (Centro Cultural Carioca).

Programação de dezembro:
23 de dezembro Picada de Primeira e Inova Que Eu Gosto
30 de dezembro Turbilhão Carioca

Serviço:
PARADA DOS BLOCOS COM PICADA DE PRIMEIRA E INOVA QUE EU GOSTO
Dia 23 de dezembro, quinta-feira. Parada da Lapa (400 pessoas) - Rua dos Arcos, s/n - Lapa. Telefone: (21) 2524-2950. Abertura da casa: 20h. Apresentação do bloco: 22h
Ingressos: R$20 (normal), R$15 (flyer e ou lista-amiga até às 22h).
Classificação etária: 18 anos. Formas de pagamento: na bilheteria somente em dinheiro. Consumação: em dinheiro ou nos cartões de crédito Mastercard e Visa e de débito Redeshop e Visaelectron. O local possui acesso para deficientes físicos.

EDU KRIEGER

                Dia 20 de dezembro - Segunda

Apresentando a parceria musical inédita com Oscar Niemeyer

Celebrando um ano de lançamento de seu segundo CD, “Correnteza”, lançado pela gravadora Biscoito Fino, Edu Krieger se apresenta no Teatro Rival Petrobras e estreia parceria inédita com o arquiteto Oscar Niemeyer
O samba “Tranquilo com a vida” começou a ser feito enquanto Niemeyer estava hospitalizado, no final do ano passado. Em meio à monotonia da internação, o grande mestre fez uma letra e esboçou uma melodia junto com seu enfermeiro particular, Caio Almeida. Coube a Edu Krieger a honrosa tarefa de concluir a música, que será apresentada ao público pela primeira vez no palco do Teatro Rival Petrobras
Em seu show, Edu Krieger opta por uma formação de trio, obtendo uma sonoridade mais leve que tem como objetivo valorizar as letras das canções. Sempre cantando e se acompanhando com seu violão de oito cordas (instrumento ainda pouco utilizado no Brasil), Edu divide o palco com Fabiano Krieger (guitarra e viola caipira) e Fabio Luna (flauta, cavaquinho e percussão).

Teatro Rival Petrobras (472 lugares) - Rua: Álvaro Alvim, 33/37 - Cinelândia. Tel. 2524 - 1666
Dia 20 de dezembro - Segunda –feira, às 19h30.
Preço: Setor A/ Mezanino. R$ 36,00(Inteira). R$ 25,00(Os 100 primeiros pagantes). R$ 18,00(Meia). Classificação: 16 anos. www.rivalpetrobras.com.br

DUDU NOBRE

              Dia 21 de dezembro -Terça-feira, às 19h30

Encerrando o Tour comemorativo pelos 10 anos de carreira, o sambista volta ao palco mais charmoso da Cinelândia, com sambas que marcaram sua carreira ao longo desse tempo.

Carioca de 36 anos, rubro-negro “roxo”( a definição é do próprio) Dudu Nobre nasceu em berço esplêndido. Pelo menos se o assunto for samba.
Sua mãe, Anita Nobre, comandava três rodas de pagode, onde Dudu, já na infância, costumava brincar com tantã e pandeiro com a mesma desenvoltura que seus vizinhos eram aplicados em bolas de gude e pelada de rua. E ele não negou o aprendizado neste fundo de quintal. Resultado, aos sete anos de idade começou a estudar piano clássico, aos cinco ganhou o instrumento que se tornaria inseparável, o cavaquinho, “aprendi a ler pauta”, ressalta Dudu, e aí começou a sua trajetória. “Com sete anos de idade, era levado pela minha mãe para o Cacique de Ramos. Aos doze eu já ia sozinho”.
Filho do engenheiro civil João Nobre, neto do poeta “Seu Nobre”, também autor de livros sobre cinema, o pré-adolescente Dudu, aos dez iniciou carreira nas escolas de samba mirim, compondo com ninguém menos que o mítico Beto Sem Braço. A dupla emplacou o samba – enredo da Alegria da Passarela, que depois se transformaria na agremiação mirim da Unidos da Tijuca. “Beto foi um dos maiores versadores que já conheci”.
A partir daí fez fila. Emplacou três sambas na Aprendizes do Salgueiro, outro na Herdeiros da Vila, mais um na Estrelinha da Mocidade e também na Império do Futuro. Isso como compositor adolescente. Como músico, aos doze anos fez um circuito de shows pela Costa Azul da França com a Mocidade Independente de Padre Miguel e ao 15 rodou Suíça, Finlândia, Inglaterra e Alemanha, com a Cia Brasiliana.
De volta ao Brasil, ingressou na banda de Almir Guineto e depois tocou com Dicró e Pedrinho da Flor. Aos 19 anos, entrou para a banda de Zeca Pagodinho, mesma época em que ingressou na Faculdade de Direito. A advocacia foi cassada no quinto período. “O Zeca é um padrinho. E ele me diz que samba é uma paixão e que eu fui escolhido pelo samba”. A partir dali, Dudu teve músicas gravadas por Zeca, Fundo de Quintal, Almir Guineto, Leci Brandão, 100%, Martinho da Vila, etc.
Entre as músicas que fizeram mais sucesso, destacam se “Vou botar teu nome na macumba”, dele e do Zeca, “Posso até me apaixonar”- outro sucesso radiofônico de Zeca, que Dudu diz ter composto com “…São Jorge, Anastácia e as crianças”, Água da Minha Sede, Quem é ela, com o Zeca pagodinho e ainda Pro Amor Render gravado por Martinho da Vila.
Sobre Dudu o produtor Rildo Hora afirma: “Dudu é fantástico, pois traz a informação de um jovem de trinta e poucos anos associada à melhor história do samba. É craque”, aplaude . “Ele é o Zeca que deu certo, pois não bebe”, brinca Pagodinho.
E a lista de admiradores ainda inclui nomes da pesada como a cantora Beth Carvalho, o compositor Martinho da Vila, João Bosco e os letristas Aldir Blanc e Nei Lopes.
Dudu Nobre, mesmo quando brinca, e o que não falta é bom humor em muitas de suas composições, o faz com seriedade. Ou melhor, autoridade de quem surge na grande vitrine do samba como pedra rara. Preciosa.

Teatro Rival Petrobras (472 lugares) - Rua: Álvaro Alvim, 33/37 - Cinelândia. Tel. 2524 - 1666
Dia 21 de dezembro – Terça-feira, às 19h30.
Preço: Setor A/ Mezanino. R$ 40,00(Inteira). R$ 30,00(Os 100 primeiros pagantes). R$ 20,00(Meia). Classificação: 16 anos. www.rivalpetrobras.com.br

Sereno da Madrugada

              Dia 22 de dezembro de 2010 - Quarta

O grupo nasceu em 2005 no Rio de Janeiro e, durante esse tempo, dezenas de composições surgiram e o grupo adquiriu experiência tocando nos bares da Lapa carioca, em palcos de Brasília, São Paulo e outros fora do Brasil, como em Paris, Lisboa e Genebra.
Alfredo Alves (percussão), Fernando Temporão (violão de 7 cordas e voz), Miguel Garcia (cavaquinho) e Patrícia Oliveira (voz), experimentaram durante esses primeiros anos de grupo - e de estrada - centenas de sambas em seu repertório, pesquisaram compositores e discos pouco acessíveis ao grande público e, gradualmente, foram amadurecendo a idéia de gravar um álbum de samba contemporâneo, que fosse atual e agregasse influências de universos que, inclusive, não fossem o do samba. Ao final do processo, o disco nasceria da união de sambas autorais com sambas de universos bastante distintos, como "Samba a Dois" de Marcelo Camelo, compositor revelado nos anos 2000, e "Modificado" de Padeirinho da Mangueira, outro compositor genial, esquecido por muitos e que já na década de 60 fazia sucesso com sua música entre os sambistas da Mangueira.
Das onze faixas do disco, ainda aparecem três regravações escolhidas a dedo: "Ponto de Nanã", do baiano Roque Ferreira, "Efun Oguedê", de Wilson Moreira e Nei Lopes, e "É Luxo Só", de Ary Barroso e Luiz Peixoto. As seis faixas de autoria dos compositores do grupo registram de maneira clara a concepção musical de um disco que - principalmente através da pluralidade dos arranjos - enxerga o samba de maneira ampla.
A faixa que abre e dá nome ao disco, Modificado, filosofa sobre as influências que outros gêneros musicais foram emprestando ao samba ao longo do tempo, e como essas influências - a despeito do que sempre disseram os mais puristas - podem ser criativas.

Teatro Rival Petrobras (600 lugares)
Rua: Álvaro Alvim, 33/37 - Cinelândia. Cinelândia. Tel. 2524 1666
Dia 22 de dezembro de 2010 - Quarta-feira, às 19h30.
Ingressos: R$ 36,00(Inteira) R$ 25,00(Os 150 primeiros pagantes) R$ 18,00(Meia)
Classificação: 16 anos.
Site: www.rivalpetrobras.com.br

SHOWS RIO DE JANEIRO

Bamboo
Grupo instrumental formado por músicos requisitados. Alex Buck (bateria), Bernardo Ramos (guitarra), Bruno Aguilar (baixo acústico), Josué Lopes (saxofone) e Vitor Gonçalves (piano) apresentam as músicas próprias do disco de estreia da banda. 14 anos. Modern Sound (120 lugares). Rua Barata Ribeiro, 502, loja D, Copacabana, 2548-5005, a Siqueira Campos. Segunda (20), 19h. Grátis. É necessário fazer reserva. Estac. c/manobr. (R$ 7,00 a primeira hora). www.modernsound.com.br.

Bratuques
Produzido pelo selo Delira Música, especializado em música instrumental, o projeto tem como banda base o percussionista Marco Lobo, o pianista e tecladista Kiko Continentino, o baterista Erivelton Silva, o baixista Gastão Villeroy e o saxofonista e flautista Widor Santiago. Na próxima edição, juntam-se ao quinteto o cantor e compositor Pedro Luís e o flautista e saxofonista Carlos Malta. 14 anos. Sesc Ginástico (513 lugares). Avenida Graça Aranha, 187, Centro, 2279-4027. Terça (21), 19h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir de 13h (ter.).

Da Ghama
Lançado no ano passado, Violas e Canções, o primeiro trabalho-solo do ex-guitarrista do Cidade Negra, serve de base para a apresentação. Da Ghama volta ao palco para lançar o clipe de Um Só Coração. No roteiro também devem entrar parcerias com George Israel (Carta Grega), Marcos Valle (Ciranda) e Bernardo Vilhena (Tesouro Perdido). Com participação do guitarrista anglo-jamaicano Geoffrey Chambers. 18 anos. Teatro Café Pequeno (110 lugares). Avenida Ataulfo de Paiva, 269, Leblon, 2294-4480. Terça (21), 21h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 16h (ter.). TT.

Dudu Nobre
Afilhado do baterista e cantor Wilson das Neves, o sambista começou cedo. Uma de suas primeiras composições, ainda criança, foi em parceria com o lendário Beto Sem Braço. Encerrando a turnê comemorativa de dez anos de carreira, Dudu desfia sucessos, além de clássicos do gênero como Goiabada Cascão (Wilson Moreira e Nei Lopes). 16 anos. Teatro Rival Petrobras (472 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, 2240-4469, a Cinelândia. Terça (21), 19h30. R$ 40,00. Bilheteria: 13h30/19h30 (seg.); a partir de 13h30 (ter.). TT. www.rivalpetrobras.com.br.

Gabriel Muzak
Ex-integrante das bandas The Funk Fuckers e Seletores de Frequência, Muzak apresenta projeto-solo onde mistura carimbó e samba. Do disco de estreia, Bossa Nômade, apresenta Samba Dia e Rude Boy. Também antecipa algumas de seu próximo trabalho, como Belém Não Para. Sobe ao palco escoltado por Guila (baixo), Rafael Rocha (bateria) e Fabio Lima (guitarra). 14 anos. Solar de Botafogo (160 lugares). Rua General Polidoro, 180, Botafogo, 2541-1941. Segunda (20), 22h. R$ 40,00. IC. www.solardebotafogo.com.br.

Gatunos do Rocha
Idealizada por dois atores que também são músicos — Rodrigo Candelot (bateria) e Mário Hermeto (violão) —, a banda nasceu na época em que ambos estavam em cartaz com a peça Trem Fantasma. A dupla também era responsável pela trilha sonora do espetáculo, recheada de pérolas dos anos 60 e 70. Eles enveredam por esse repertório ao lado de D’Alessandro Mangueira (baixo) e Marcos de Oliveira (voz), no espetáculo de estreia do grupo. 18 anos. Saloon 79 (150 pessoas). Rua Pinheiro Guimarães, 79, Botafogo, 3239-0735. Quinta (23), 22h. R$ 15,00.

Guilherme Dias Gomes Quarteto
Formado pela Berklee College of Music, o trompetista leva standards de jazz na companhia do pianista Victor Gonçalves, do contrabaixista Jefferson Lescowich e do baterista André Tandeta. Completam o programa músicas de seu último disco, Autoral (2009). 18 anos. Santo Scenarium (120 lugares). Rua do Lavradio, 36, Centro, 3147-9007. Sábado (25), 21h30. R$ 10,00. Cc: todos. Cd: todos. santoscenarium.blogspot.com.

Matheus Von Krüger
Um dos pontos altos do recém-lançado MVK, de onde vem o repertório da apresentação, é a versão em andamento de valsa para o samba Tô, de Tom Zé. Essa é a única faixa do disco que não leva a assinatura do cantor e compositor nascido na Bahia e criado no Norte do país. 14 anos. Modern Sound (120 lugares). Rua Barata Ribeiro, 502, loja D, Copacabana, 2548-5005, a Siqueira Campos. Terça (21), 19h. Grátis. É necessário fazer reserva. Estac. c/manobr. (R$ 7,00 a primeira hora). www.modernsound.com.br.

O Rebu
Depois de ter sido eliminado do programa A Fazenda, da Record, o cantor e guitarrista Tico Santa Cruz volta aos palcos com seu projeto paralelo dedicado ao rock e ao blues. Além de clássicos dos dois gêneros, também anima o público a canção própria Eu Juro pela Coca-Cola. Depois do show, os DJs Bernard Castejá e José Roberto Mahr animam a pista de dança. 18 anos. Nuth Lounge (750 pessoas). Avenida Armando Lombardi, 999, Barra, 3153-6850. Quarta (22), 21h. Mulheres: R$ 20,00. Homens: R$ 40,00. Cc.: todos. www.nuth.com.br.

Rodrigo Maranhão
Gravada por Maria Rita, Caminho das Águas, música de Maranhão, rendeu à cantora um Grammy Latino em 2006 e abriu o caminho para a carreira-solo do também líder do Bangalafumenga. Além das faixas de Passageiro, lançado neste ano, o cantor e compositor deve relembrar algumas de Bordado (2007), disco de estreia que trazia Samba de Um Minuto, O Osso e Recado Recém-lançado. 14 anos. Solar de Botafogo (160 lugares). Rua General Polidoro, 180, Botafogo, 2541-1941. Quinta (23), 22h. R$ 40,00. www.solardebotafogo.com.br.

Teen Mix Festival
Além da garotada do Restart, defendendo o happy rock, como eles próprios definem seu som, sobem ao palco outros fenômenos do pop atual: Cine, revelação do Prêmio VMB, no ano passado, a Hori, liderada pelo cantor e filho de Fábio Jr., Fiuk, e o NX Zero. 16 anos. Vivo Rio (4 500 pessoas). Avenida Infante Dom Henrique, 85, Aterro do Flamengo, 2272-2900. Quinta (23), 19h.
R$ 80,00 (setor 3) a R$ 280,00 (camarote A). Bilheteria: 12h/20h (seg. a qua.); a partir de 12h (qui.). Estac. c/manobr. (R$ 15,00). IR.

12.18.2010

De onde é que o jazz vem?

                    Essa é uma pergunta muito boa.

Aqui está o que sabemos com certeza:

* Sabemos que a música que chamamos "jazz" começou no Hemisfério Ocidental.

* Sabemos que primeiro atingiu massa crítica, em Nova Orleans

* Sabemos que os fundadores eram de todas as raças, mas que os inovadores-chave foram Africano-Americanos

O que não sabemos é o que soou como jazz cedo.

Por causa do racismo virulento praticada em Nova Orleans, músicos negros de que a cidade não eram bem-vindos em estúdios de gravação até depois da Segunda Guerra Mundial. É por isso que as primeiras gravações de Louis Armstrong foram feitas em Chicago e por que não temos nenhum registro da música de Buddy Bolden, que os créditos com Armstrong inspirando-o a levar até jazz.

Jelly Roll Morton, um pianista de jazz cedo que gostava de crédito a si mesmo como o inventor do jazz, lembrou que Nova Orleans era uma cidade muito próspera no "início de jazz" e que era seu "entretenimento adulto" A indústria foi especialmente favorável à música ao vivo, assim, o apelido de "The Big Easy", dada a cidade por músicos que podia confiar nela para estável, o trabalho pagando elevado.

Morton também aponta que os padrões musicais e variedades eram muito altos na cidade. Alto nível de instrução em todos os tipos de música estava disponível (um fato que permanece verdadeiro até hoje) e todos os tipos de formas musicais foram tocadas a partir de canções populares italianas de ópera francesa.

Mas as verdadeiras origens do jazz ir ainda mais fundo.

Para encontrar a fonte original do jazz um espírito também deve olhar para Cuba e Haiti e, finalmente, à África.

O núcleo da estética do jazz - chamada e resposta, a improvisação, ritmos, alta criatividade, paixão - são claramente Africano.

Levou uma cidade como Nova Orleans, com sua riqueza, a sua atitude positiva para a música criativa e sua grande comunidade Africano-Americano, para criar um híbrido entre os instrumentos europeus e harmonias ea alma Africano.

Agora o jazz é tocado em todo o mundo e como o jazz é constantemente re-criando-se, podemos verdadeiramente dizer que o jazz vem de todo lugar, especialmente onde as pessoas valorizam a criatividade, a liberdade ea força da vida.

- Ken McCarthy
Fundador, Jazz on the Tube

12.17.2010

Mariana Aydar e Mallu Magalhães em shows gratuitos em São Paulo

Mallu Magalhães
Para encerrar a programação musical de 2010, o Centro Cultural São Paulo promover dois shows gratuitos para o público neste final de semana. No sábado, 18, quem se apresenta no local é a cantora Mariana Aydar. Já no domingo, 19, o show é de Mallu Magalhães.
Mariana Aydar apresenta ao público as canções de seus dois discos de estúdio, “Kavita 1” (2006) e “Peixes Pássaros Pessoas” (2009). Mallu Magalhães também está em turnê divulgando o segundo disco, batizado apenas com o nome da cantora, lançado este ano.
Os ingresos para as duas apresentações já podem ser retirados com antecedência na bilheteria co Centro Cultural São Paulo. Detalhes estão disponíveis no site http://www.centrocultural.sp.gov.br./

18/12/2010 - São Paulo/SP
Centro Cultural São Paulo - Rua Vergueiro, 1.000
Horário: 19h00
Ingressos: grátis
Informações: www.centrocultural.sp.gov.br

19/12/2010 - São Paulo/SP
Centro Cultural São Paulo - Rua Vergueiro, 1.000
Horário: 18h00
Ingressos: grátis
Informações: www.centrocultural.sp.gov.br

Tributo a John Bonham reúne importantes bateristas em dois shows

John 'Bonzo' Bonham
Dois eventos especiais serão realizados nos Estados Unidos em homenagem ao lendário baterista John Bonham. Batizado como “Bonzo: The Groove Remains the Same”, o evento será realizado nos dias 12 e 13 de janeiro e vai reunir importantes bateristas da cena Rock/Metal mundial.
Os shows em tributo a Bonham são organizados por Brian Tichy, atual baterista do Whitesnake. A primeira edição foi feita em setembro deste ano. Os shows serão realizados em duas cidades diferentes: no dia 12 em Hollywood e no dia 13 em Anaheim, na Califórnia.
Estão confirmadas as participações de dos seguintes bateristas: Steven Adler (ex-Guns 'N Roses, Adler's Appetite), Carmine Appice (Vanilla Fudge, Rod Stewart, Ozzy Osbourne), Vinny Appice (Black Sabbath, Dio, Heaven & Hell), Frankie Banali (Quiet Riot), Charlie Benante (Anthrax), Bobby Blotzer (Ratt), Fred Coury (Cinderella), James Kottak (Scorpions), Abe Laboriel (Paul McCartney, Sting), Stephen Perkins (Jane's Addiction), Chris Slade (AC/DC, The Firm), Chad Smith (Red Hot Chili Peppers, Chickenfoot), John Tempesta (White Zombie, The Cult, Testament), Brian Tichy (Whitesnake) e Simon Wright (Dio, ex-AC/DC), entre outros.
A banda que acompanhará os bateristas, The Moby Dicks, é formada por Brent Woods (guitarra), Michael ‘Denim’ Devin (baixo), Keith St. John (voz) e Stephen LeBlanc (teclado).

Produtora confirma a vinda de Ziggy Marley ao Brasil

A NASD Entretenimento confirmou a vinda do músico jamaicano Ziggy Marley ao Brasil em março de 2011 para uma série de shows. O Rio de Janeiro é a primeira cidade confirmada nessa nova passagem pelo país. Outras cidades, datas e locais serão divulgadas em breve.
Ziggy é o filho mais velho de Bob Marley e construiu uma carreira musical de sucesso ao lado do grupo Melody Makers. A partir de 2003 também se lançou em carreira solo.
O músico, que faz do reggae o veículo para passar mensagens de amor e espiritualidade, anunciou recentemente o lançamento de uma história em quadrinhos sob o título de "Marijuanaman" - uma espécie de herói da maconha, substância cuja legalização o cantor defende. A obra foi feita em parceria com o escritor Joe Casey e traz ilustrações de Jim Mahfood. O lançamento está agendado para abril do próximo ano.

U2 Brasil faz o terceiro, e último show no Morumbi

Fãs preparem-se, está é a última chance! Devido à grande procura, um novo Show U2 no Brasil foi anunciado pelos organizadores da turnê. A banda fará o terceiro, e último show no Estádio do Morumbi, em São Paulo, no dia 13 de abril de 2011.
As vendas para o público geral da segunda apresentação da banda, começaram a partir da meia-noite desta terça-feira, e 1h30 depois já estavam esgotados. Um novo lote foi disponibilizado na manhã desta quarta-feira (15), e também se esgotou rapidamente.
O show que vem ao Brasil conta com toda a estrutura da turnê internacional, incluindo o palco com pontes rotativas. A turnê divulga o álbum “No Line on the Horizon”. Saiba como comprar os ingressos U2 pela internet, e onde comprar nas bilheterias dos pontos de venda.

Abertura das Vendas do último show
Ingressos para público geral vai estar á venda a partir de 20 de dezembro , e Pré Venda Exclusiva
Credicard, e Citibank, nos dias 18 e 19 de dezembro pela Tickets For Fun (internet)

Agenda de Shows U2 no Brasil
•09 de Abril de 2011 – Estádio do Morumbi (ingressos esgotados!)
•10 de Abril de 2011 – Estádio do Morumbi (ingressos esgotados!)
•13 de Abril de 2011 – Estádio do Morumbi (terceiro e último show!)

                         Mapa dos lugares no Morunbi, clique para ampliar

Preço dos Ingressos
•Pista R$ 180,00 (INTEIRA) R$ 90,00 (½ ENTRADA)
•Cadeira Inferior A R$ 340,00 (INTEIRA) R$ 170,00 (½ ENTRADA)
•Cadeira Inferior B R$ 340,00 (INTEIRA) R$ 170,00 (½ ENTRADA)
•Cadeira Superior Azul 1 R$ 380,00 (INTEIRA) R$ 190,00 (½ ENTRADA)
•Cadeira Superior Azul 2 R$ 380,00 (INTEIRA) R$ 190,00 (½ ENTRADA)
•Cadeira Superior Azul Premium R$380,00 (INTEIRA) R$ 190,00 (½ ENTRADA)
•Cadeira Superior Vermelha R$ 380,00 (INTEIRA) R$ 190,00 (½ ENTRADA)
•Cadeira Superior Amarela (Visão parcial) R$ 70,00 (INTEIRA) R$ 35,00 (½ ENTRADA)
•Cadeira Superior Laranja R$ 380,00 (INTEIRA) R$ 190,00 (½ ENTRADA)
•Arquibancada Azul R$ 240,00 (INTEIRA) R$ 120,00 (½ ENTRADA)
•Arquibancada Vermelha R$ 240,00 (INTEIRA) R$ 120,00 (½ ENTRADA)
•Arquibancada Vermelha Especial R$240,00 (INTEIRA) R$ 120,00 (½ ENTRADA)
•Arquibancada Amarela R$ 220,00 (INTEIRA) R$ 110,00 (½ ENTRADA)
•Arquibancada Laranja R$ 240,00 (INTEIRA) R$ 120,00 (½ ENTRADA)

Jason Mraz volta ao Brasil para show no Festival de Verão

Os organizadores do Festival de Verão, realizado anualmente em Salvador, na Bahia, confirmaram a apresentação do cantor norte-americano Jason Mraz como uma das atrações a se apresentar na nova edição do evento.
O Festival de Verão será realizado entre os dias 02 e 05 de fevereiro de 2011 e o show de Mraz está agendado para a última noite de festa. No mesmo dia sobem ao palco as bandas Chiclete com Banana, Jammil, Psirico e Restart.
Mraz esteve no Brasil em 2009, quando fez shows em Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro. Em maio deste ano ele esteve novamente no Brasil, mas desta vez apenas para gravar uma canção com Milton Nascimento. O resultado dessa parceria será lançada no próximo disco de estúdio de Mraz, previsto para 2011.
Detalhes sobre a programação do Festival de Verão estão disponíveis no site oficial: www.portalibahia.com.br/festivaldeverao.

Rock in Rio 2011: Stone Sour confirmada como nova atração do “Dia Rock”

A banda Stone Sour é mais uma atração internacional confirmada para a nova edição do festival Rock in Rio. Os organizadores do evento anunciaram através do site oficial que o grupo fecha a escalação de atrações para o segundo dia do festival, chamado Dia Rock.
O Stone Sour é formado por Corey Taylor (voz), James ‘Jim’ Root (guitarra), Josh Rand (guitarra), Shawn Economaki (baixo) e Roy Mayorga (bateria). Os músicos Corey Taylor e James Root farão duas apresentações no festival, já que eles também são integrantes do Slipknot, banda que se apresentará no Dia Metal.
Na mesma noite do show do Stone Sour, 24 de setembro, estão agendadas as apresentações das bandas NX Zero, Capital Inicial, Snow Patrol e Red Hot Chili Peppers.